Património

Convento de Jesus de Setúbal (azulejos)

LocalSetúbal / Setúbal
DesignaçãoConvento de Jesus de Setúbal (azulejos)
Cronologia1490 (fundação convento) / Inícios séc. XVI (azulejos)
DescriçãoConvento fundado por Justa Rodrigues Pereira, ama de D. Manuel. No ano seguinte à fundação, D. João II visitou as obras e assumiu o encargo destas, mandando ampliar consideravelmente o projecto inicial e entregando a condução das obras a Diogo de Boitaca. O corpo da igreja foi terminado já no reinado de D. Manuel. Apresenta uma planta longitudinal composta por três rectângulas justapostos que correspondem à nave, capela-mor e coro. A cripta do convento é revestida com azulejos hispano-mouriscos de padrões geométricos, rematados por uma inscrição gótica esgrafitada "Y e F", alusiva aos Reis Católicos, Isabel e Fernando. Esta é a principal marca mudéjar do convento.
BibliografiaPedro Dias, "Arquitectura mudéjar portuguesa: tentativa de sistematização", Mare Liberum, n.º 8, 1994, p. 73; Francisca Ribeiro, "Azulejo Hispano-Árabe com desenho sobre o tardoz. Cerâmica vidrada", Portugal Islâmico. Os últimos sinais do Mediterrâneo. Catálogo de exposição, Lisboa, IPM, MNA, 1998, p. 304; Pedro Dias, A igreja de Jesus de Setúbal na evolução da arquitectura manuelina, Lisboa, 1987; José Custódio Vieira da Silva, A igreja de Jesus de Setúbal, Setúbal, 1988; Carlos Tavares da Silva e Fernando António Baptista Pereira, Convento de Jesus. 500 anos. Arqueologia e História, Setúbal, 1989; J. M. Dos Santos Simões, Azulejaria em Portugal nos séculos XV e XVI
Linkshttp://www.igespar.pt/pt/patrimonio/pesquisa/geral/patrimonioimovel/detail/70218/
http://www.monumentos.pt/Site/APP_PagesUser/SIPA.aspx?id=3439


Categoria(s)Azulejaria
ComentariosOrigem da imagem: Pedro Dias, "Arquitectura mudéjar portuguesa: tentativa de sistematização", Mare Liberum, n.º 8, 1994, p. 73
Images