Património

Quinta da Bacalhoa

LocalSetbal / Azeito
DesignaçãoQuinta da Bacalhoa
Cronologia1427
DescriçãoEm 1427, o Infante D. João, Condestável do Reino, mandou erguer numa grande propriedade de Azeitão um conjunto de edifícios, mais tarde herdados pela filha D. Beatriz. Mas a quinta da Bacalhoa, tal como hoje existe, corresponde à construção mandada fazer por Brás de Albuquerque entre 1528 e 1554. A Quinta da Bacalhoa possui uma vasta colecção de azulejos, inclusivamente azulejos hispano-árabes nos muretes e conversadeiras, em técnica de aresta e representando motivos ornamentais renascentistas, datados já do segundo quartel do século XVI. Tal constitui a principal marca de influência mudéjar do conjunto.
Autor(es)Diogo Torralva (conjectural)
BibliografiaPedro Dias, "Arquitectura mudéjar portuguesa: tentativa de sistematização", Mare Liberum, n.º 8, 1994, p. 73; Joaquim Rasteiro, Palácio e Quinta da Bacalhôa, Lisboa, 1895; J. M. Dos Santos Simões, Azulejaria em Portugal nos séculos XV e XVI: introdução geral, Lisboa, 1969.
Linkshttp://www.igespar.pt/pt/patrimonio/pesquisa/geral/patrimonioimovel/detail/70212/

http://www.monumentos.pt/Site/APP_PagesUser/SIPA.aspx?id=4085


Categoria(s)Arquitetura Azulejaria
Images