Património

Placa ornamental em calcário homogéneo arenoso

LocalLisboa / Lisboa
OrigemLisboa / Chelas
Entidade TitularMuseu Arqueolgico do Carmo (Esc. 399)
DesignaçãoPlaca ornamental em calcário homogéneo arenoso
CronologiaSéc. X-XI
Dimensões52,5 cm altura, 37,5 cm largura; 11 cm profundidade
DescriçãoFragmento de placa ornamental em calcário homogéneo arenoso. Seria uma peça moçárabe, embora decorada com motivos incisos de feição islâmica, parcialmente mutilada devido a um posterior aproveitamento para brasão de armas. Esculpida a trépano, com a técnica do biselamento central do fio ornamental, comum à registada nalguns trechos de painéis do palácio Mâdinat al-Zarâ, de Córdova. A estilização desenvolve-se a partir de uma estrela de oito pontas e de caulículos unidos por nós, de onde brotam laçarias e quatro enrolamentos simétricos, inscritos em quadrado, que se prolongam e se unem às estilizações florais que emergem de um cesto central. Foi encontrada na Quinta dos Passarinhos, à Fonte do Louro, em Chelas. Inscreve-se no contexto de produções moçárabes de Lisboa inspiradas pela arte cordovesa.
BibliografiaCláudio Torres e Santiago Macias, O legado islâmico em Portugal, Lisboa, Círculo de Leitores, 1998, p. 100; Manuel Luís Real, "Placa ornamental. Calcário homogéneo arenoso" , Portugal Islâmico. Os últimos sinais do Mediterrâneo. Catálogo de exposição, Lisboa, IPM, MNA, 1998, p. 82; Isabel Cristina Ferreira Fernandes, "Placa ornamental", Construindo a Memória. As Colecções do Museu Arqueológico do Carmo, Lisboa, Associação dos Arqueólogos Portugueses, 2005, p. 298; Rosa Varela Gomes, Arquiteturas: Testemunhos Islâmicos em Portugal, Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, Aga Khan Trust for Culture, 2013, p. 77;; A. Dornellas, "A heráldica no Museu do Carmo", História e Genealogia, vol. I, Lisboa, Ferin, 1913, p. 193; C. A. F. de Almeida, "Arte Islâmica em Portugal", História da arte em Portugal, vol. 2, Lisboa, Publicações Alfa, 1986, p. 83..
Categoria(s)Arqueologia Utensílios
ComentariosOrigem da imagem: Cláudio Torres e Santiago Macias, O legado islâmico em Portugal, Lisboa, Círculo de Leitores, 1998, p. 100;
Images