Património

Fragmento de lápide em mármore epigrafada

LocalLisboa / Lisboa
OrigemMrtola
Entidade TitularMuseu Nacional de Arqueologia (E. 7416)
DesignaçãoFragmento de lápide em mármore epigrafada
Cronologia1ª metade séc. XII
Dimensões17 cm altura; 18 cm largura; 3,5-4 cm espessura
DescriçãoFragmento da parte central superior de uma lápide em mármore possivelmente funerária. São visíveis as três primeiras linhas de uma inscrição em caracteres cúficos simples em relevo, separadas por cordões finos também em relevo, uma característica comum a três lápides conservadas no Museu Rainha D. Leonor, em Beja. Essa proximidade permitiu a Artur Goulart de Melo Borges datá-la da 1ª metade do séc. VI H / séc. XII d.C., apesar de não ser legível a data na lápide. Tradução da inscrição: "[Em nome de] Deus, o Clemente, [o Misericordioso. Abençoe Deus] a Muhammad [...]". Este fragmento foi encontrado em Mértola e integra o acervo do MNA desde 1940.
BibliografiaCláudio Torres e Santiago Macias, O legado islâmico em Portugal, Lisboa, Círculo de Leitores, 1998, p. 127, 164; Mário Jorge Barroca, Epigrafia Medieval Portuguesa (862-1422), vol. III, Lisboa, FCG, FCT, 2000, p. 74; Artur Goulart de Melo Borges, "Lápide funerária (?). Mármore", Portugal Islâmico. Os últimos sinais do Mediterrâneo. Catálogo de exposição, Lisboa, IPM, MNA, 1998, p. 247; Idem, "Epigrafia", Museu de Mértola. Arte Islâmica, Mértola, Campo Arqueológico de Mértola, 2001, p. 183; A. R. Nykl, "As inscrições árabes no Museu etnológico do Dr. José Leite de Vasconcelos", Ethnos, II, 1942, pp. 26-27; Idem, “Arabic Inscriptions in Portugal”, Ars Islamica, 11-12, 1946, p. 174; A. Labarta e C. Barceló, "Inscripciones árabes Portuguesas: situación actual", Al-Qantara, 8, 1987, p. 411.
Linkshttp://www.matriznet.dgpc.pt/MatrizNet/Objectos/ObjectosConsultar.aspx?IdReg=109486

Categoria(s)Arqueologia
Images