Património

Bilha em cerâmica, decorada com esmalte verde

LocalLisboa / Lisboa
OrigemSilves
Entidade TitularMuseu Nacional de Arqueologia (16970)
DesignaçãoBilha em cerâmica, decorada com esmalte verde
CronologiaSéc. XV-XVI
Dimensões22,7 cm altura; 16,5 cm profundidade; 8,7 cm diâmetro base
DescriçãoBilha em cerâmica de pasta beige clara, coberta de engobe beige claro em ambas as faces. Possui base plana e bojo ovóide. Encontra-se fragmentada numa parte do colo e sem as duas asas originalmente existentes. O bojo é decorado com caneluras paralelas horizontais e, na parte superior deste e junto do colo, uma faixa de esmalte verde escuro com algumas manchas castanhas. Inscreve-se na produção de cerâmicas de tradição islâmica em contexto cristão, já nos séculos XV-XVI. Assim, poderá ser atribuído à comunidade mudejar de Silves, sobretudo considerando a existência de um certo Muça Oleiro que possuía forno de cozer barro na mouraria, segundo uma referência de Estácio da Veiga na sua obra Antiguidades Monumentaes do Algarve (1889, III, pp. 45-47). Esta peça foi encontrada numa cisterna na zona da Sé de Silves, junto com outras peças coevas.
BibliografiaEva-Maria von Kemnitz, "O Património Islâmico de Silves no acervo do Museu Nacional de Arqueologia", III Jornadas de Silves. Actas, Silves, Associação de Estudos e Defesa do Património Histórico-Cultural de Silves, 1997, p. 61.
Linkshttp://www.matriznet.dgpc.pt/MatrizNet/Objectos/ObjectosConsultar.aspx?IdReg=109484


Categoria(s)Hidráulica e irrigação
ComentariosOrigem da imagem: http://www.matriznet.dgpc.pt/MatrizNet/Objectos/ObjectosConsultar.aspx?IdReg=109484
Images