Património

Capitel em mármore esculpido

LocalSantarm / Santarm
OrigemSantarm
Entidade TitularMuseu Municipal de Santarm (MMS 000219/EA)
DesignaçãoCapitel em mármore esculpido
CronologiaSéc. XII
Dimensões34 cm altura, 28 cm largura
DescriçãoCapitel de estilo compósito. O cesto é preenchido por duas coroas assimétricas de folhas de acanto simples e lisas de pontas curvadas, contornadas por decoração vegetalista e rendilhada. No ábaco sobressaem decorações entrelaçadas. No equino, quatro volutas revelam ser obra de um artífice erudito, conhecedor da arte antiga. Entre as volutas, está gravada uma inscrição. Tradução da inscrição: «Em nome de Deus, o Clemente, o Misericordioso! Abençoe Deus ao nosso senhor Muhammad e a sua família e (lhes) conceda a paz perfeita Deus me livre de Satanás o maldito". Inicialmente considerado, como sendo da época califal ou obra de influência dos artistas de Córdova, dadas as semelhanças com os capitéis do palácio de Madi'nat al-Zahrã'. O facto da inscrição não ser esculpida em caracteres cúficos, mas sim cursivos, tem apontado os autores para uma cronologia mais tardia, talvez mesmo do período cristão. Trata-se de um dos capitéis islâmicos (junto com MMS 000159/EA) achado no início dos anos 80 do séc. XIX no bairro do Alporão, situado entre a alcáçova de Santarém e o bairro de Marvila. Encontrado num celeiro do antigo Paço dos Condes de Óbidos, junto à ermida de Santo Ildefonso, e oferecido ao Museu Municipal de Santarém em 1882.
BibliografiaCláudio Torres e Santiago Macias, O legado islâmico em Portugal, Lisboa, Círculo de Leitores, 1998, pp. 108-109; Artur Goulart de Melo Borges, "Capitel", Discover Islamic Art. Place: Museum With No Frontiers, 2014; Patrice Cressier, "Chapiteaux islamiques du Portugal (Traditions, créations, importations)", Muçulmanos e cristãos entre o Tejo e o Douro (Sécs. VIII-XIII), Palmela, Porto, Câmara Municipal de Palmela, Faculdade de Letras da Universidade do Porto, 2002, p. 181; Jorge Custódio, "Capitel. Mármore branco", Portugal Islâmico. Os últimos sinais do Mediterrâneo. Catálogo de exposição, Lisboa, IPM, MNA, 1998, pp. 76-77; Jorge Custódio, "Capitel", Santarém e o Magreb: encontro secular (970-1578). Catálogo da Exposição, Santarém, Câmara Municipal de Santarém, 2004, p. 128; Idem, "Capitel", De Scallabis a Santarém. Catálogo, Lisboa, Museu Nacional de Arqueologia, 2002, p. 199; São João de Alporão: na História, Arte e Museologia. Catálogo, Santarém, Câmara Municipal de Santarém, 1994, p. 154; Z. Brandão, "Vestígios árabes em Santarém", O Occidente, n.º 5, 1882, pp. 190-192; Ana Labarta e Carmen Barceló, "Inscripciones árabes Portuguesas: situación actual", Al-Qantara, n.º 8, 1987, pp. 35-36; A. R. Nykl, "Inscrições árabes existentes no Museu Arqueológico do Carmo", Trabalhos da Associação dos Arqueólogos Portugueses, n.º 5, Lisboa, 1941; pp. 11-12; Idem, "Arabic Inscriptions in Portugal", Ars Islamica, n.º 11-12, 1946, pp. 167-183.
Linkshttp://www.discoverislamicart.org/database_item.php?id=object;ISL;pt;Mus01_C;23;pt

Categoria(s)Arqueologia
ComentariosOrigem da Imagem: Santarém e o Magreb: encontro secular (970-1578). Catálogo da Exposição, Santarém, Câmara Municipal de Santarém, 2004, p. 128;
Images