Património

Convento dos Lóios (Porta mudéjar)

Localvora / vora
DesignaçãoConvento dos Lóios (Porta mudéjar)
Cronologia1487 (início)
DescriçãoConstruído por iniciativa de D. Rodrigo de Melo, primeiro conde de Olivença, guarda-mor de D. Afonso V e governador de Tânger. Em 1498, os edifícios foram ampliados até alcançarem as instalações do Colégio dos Meninos do Coro da Sé de Évora. Pormenores escultóricos e decorativos, como os capitéis vegetalistas, enquadram este convento do ciclo manuelino-mudéjar de Évora. A entrada na antiga Sala do Capítulo, construída já no séc. XVI, faz-se por um pórtico mainelado de influência mudéjar, com duplo arco em ferradura sobre duplo mainel de toros retorcidos, envoltos por um arco em carena. No fecho do portal encontra-se um medalhão evocando a participação de D. Rodrigo na Batalha de Azamor, em 1508. Descrição do mesmo portal por Manuel Branco em monumentos.pt: "verga de duplo ajimez, composta de dois toros sobrepostos, um liso de secção circular e outro profusamente ornamentado de entrelaços florais, descansando sobre exóticos capitéis de duas ordens sobrepostas onde relevam os ornatoz e a composição da ourivesaria religiosa; finos colunelos de triplo toro retorcido assentes em altas bases sextavadas e três ordens sobrepostas com passantes nas convexidades; toda a composição é guardad e emoldurada nas ombreiras por colunas pinaculares de duas ordens, separadas por capitéis de ornato vegetal e rematadas por pináculos cónicos sobre mísulas florais; as colunas, de entrelaçado com enrolamento pergamináceo, continuam-se para realizar o arco requebrado da verga, em cujo tímpano, entre o encontro do ajimez e a lanceta da moldura, ressalta medalhão circular com símbolo heráldico"
BibliografiaPedro Dias, "Arquitectura mudéjar portuguesa: tentativa de sistematização", Mare Liberum, n.º 8, 1994, p. 76; Gabriel Pereira, "Loio (Antigo Mosteiro ou Casa de São João Evangelista), Estudos Eborenses, 2ª edição, Évora, 1947; Florentino Pérez Embid, El mudejarismo en la arquitectura portuguesa de la epoca manuelina, Madrid, 1955; José Custódio Vieira da Silva, O Tardo-Gótico em Portugal, a Arquitectura no Alentejo, Lisboa, 1989
Linkshttp://www.igespar.pt/pt/patrimonio/pesquisa/geral/patrimonioimovel/detail/69781/
http://www.monumentos.pt/Site/APP_PagesUser/SIPA.aspx?id=2868

Categoria(s)Legado Mudejar
Images