Património

Igreja de São Torcato

LocalGuimares / So Torcato
DesignaçãoIgreja de São Torcato
CronologiaSéc. X
DescriçãoResultante de várias fases construtivas entre os sécs. X e XIII, a igreja de São Torcato aparece referida na documentação, pela primeira vez, em 951. Trata-se de um dos mais importantes monumentos da arte altimedieval em Portugal, revelando a síntese artística entre o Norte cristão e o Sul islâmico. No seu plano decorativo, integra vários elementos artísticos moçárabes. É caso de dois ajimezes situados nos nichos do lado Norte e do lado Sul da capela e de um friso no encosto do anexo Norte com a parede lateral da capela-mor. Os ajimezes e o friso apresentam uma temática decorativa similar, com motivos vegetalistas. Outro elemento moçárabe patente na capela é uma lipsanoteca destinada a conter relíquias do Santo Lenho, de São Cosme e São Damião e de São Torcato possivelmente datada do século X. As faces exteriores apresentam decoração trabalhada em bisel e constituída por um único tema repetido: um quadrláterio atravessado por dois eixos ligando ângulos opostos. Esta caixa-relicário tem paralelo em termos decorativos com uma lipsanoteca conservada na catedral de Astorga.
BibliografiaCláudio Torres e Santiago Macias, O legado islâmico em Portugal, Lisboa, Círculo de Leitores, 1998, p. 71; Mário Jorge Barroca e Manuel Luís Real, “As caixas-relicário de São Torcato: Guimarães (séculos X-XIII)”, Arqueologia Medieval, 1, 1992, pp. 135-168; Manuel Luís Real, "Inovação e resistência: dados recentes sobre a antiguidade cristã no Ocidente Peninsular", IV Reunió D'Arqueologia Cristiana Hispànica, Barcelona, Institut d'Estudis Catalans, 1995, p. 64; Carlos Alberto Ferreira de Almeida, História da Arte em Portugal, vol. 2, Lisboa, Alfa, 1986, pp. 108-109, 129-133.
Linkshttp://www.igespar.pt/pt/patrimonio/pesquisa/geral/patrimonioimovel/detail/70162/
http://www.monumentos.pt/Site/APP_PagesUser/SIPA.aspx?id=760

Categoria(s)Arquitetura
Images