Património

Bilha com decoração vegetalista (flor de lótus) em corda seca parcial

LocalMrtola / Mrtola
OrigemMrtola
Entidade TitularMuseu de Mrtola (CR/CS(P)/0017)
DesignaçãoBilha com decoração vegetalista (flor de lótus) em corda seca parcial
CronologiaSéc. XII
Dimensões16,5 cm altura; 12,5 cm largura; 12,5 cm comprimento
DescriçãoPequena bilha em cerâmica, reconstruída a partir de uma série de fragmentos. Tem colo cilíndrico, corpo ovóide e base anelar de secção diagonal. Originalmente, teria uma asa. A superfície é decorada com a técnica da corda seca parcial, com desenhor traçados a manganês e preenchidos a vidrado verde e melado. O colo é decorado com um reticulado, enquanto que o corpo apresenta um conjunto de representações de flores de lótus em vários estados de evolução (desde a semente até à flor, passando pelo botão) inscritas em cartelas. A Flor de Lótus simboliza a eternidade e a pureza nas civilizações orientais. Esta peça foi encontrada no enchimento do Criptopórtico da Alcáçova de Mértola.
BibliografiaSusana Gómez Martínez, "Bilha com representação de flor de lótus", Os signos do quotidiano: gestos, marcas e símbolos no Al-Ândalus. Catálogo da exposição, Mértola, Campo Arqueológico de Mértola, 2011, pp. 32-33; Susana Gómez Martínez, “Catálogo da cerâmica", Museu de Mértola. Arte Islâmica, Mértola, Campo Arqueológico de Mértola, 2001, p. 130; Idem, Cerâmica em Corda Seca de Mértola, Mértola, Campo Arqueológico de Mértola, 2002.
Categoria(s)Hidráulica e irrigação
ComentariosOrigem da Fotografia: Susana Gómez Martínez, "Bilha com representação de flor de lótus", Os signos do quotidiano: gestos, marcas e símbolos no Al-Ândalus. Catálogo da exposição, Mértola, Campo Arqueológico de Mértola, 2011, pp. 32-33
Images