Património

Tigela decorada com motivo vegetalista em corda seca

LocalMrtola / Mrtola
OrigemMrtola
Entidade TitularMuseu de Mrtola (CR/CS/0014)
DesignaçãoTigela decorada com motivo vegetalista em corda seca
Cronologia2ª metade séc. XII
Dimensões10 cm altura; 29,5 cm diâmetro máximo
DescriçãoTigela em cerâmica, fabricada com pasta beige alaranjada de textura friável e pouco compacta. Tem bordo levemente introvertido com lábio de secção triangular, bojo hemisférico e base plana com pé anelar alto. É decorada com a técnica de corda seca total em branco, preto, verde turquesa e melado. O motivo central consiste em três bolbos de flor de lótus partindo de um talo central, rodeados por um friso de pequenas rosetas estampilhadas sob o vidrado verde. As paredes da tigela são ornamentadas com duas flores de lótus e dois motivos florais de composição geométrica em alternância. Pode ser considerada uma peça de transição, que combina elementos da iconografia omíada com a técnica típica da época almóada. Foi encontrada na alcáçova do castelo de Mértola.
BibliografiaSusana Gómez Martinez, "Tigela decorada com motivo vegetalista em corda seca total. Cerâmica", Portugal Islâmico. Os últimos sinais do Mediterrâneo. Catálogo de exposição, Lisboa, IPM, MNA, 1998, p. 94; Idem, “Catálogo da cerâmica", Museu de Mértola. Arte Islâmica, Mértola, Campo Arqueológico de Mértola, 2001, p. 127; Cláudio Torres, Cerâmica Islâmica Portuguesa. Catálogo, Mértola, Campo Arqueológico de Mértola, 1987, n.º 84; Cláudio Torres, "Um lote cerâmico da Mértola islâmica", Actas do I Congresso de Arqueologia Medieval Española, vol. IV, Zaragoza, Diputación General de Aragón, 1986, pp. 221; Idem e Susana Gómez Martinez, "Le vert et brun au Portugal", Le Vert et le Brun. Catalogue de la exposition, Marseille, 1995, p. 102.
Categoria(s)Arqueologia Utensílios
Images