Património

Taça carenada esmaltada a verde

LocalSilves / Silves
OrigemSilves
Entidade TitularMuseu Municipal de Arqueologia de Silves (MMAS, Cast.C2-2)
DesignaçãoTaça carenada esmaltada a verde
CronologiaSécs. XIII
Dimensões8,2 cm altura; 13,8 cm diâmetro bordo; 5 cm diâmetro pé
DescriçãoTaça em cerâmica, fabricada com pasta de cor bege amarelada de textura muito homogénea e compacta. Tem bordo ligeiramente espessado no exterior com lábio com parte superior plana, corpo carenado e pé alto e anelar. A superfície exterior é revestida com esmalte verde, aderente e brilhante, com uma tonalidade mais escura a demarcar o bordo e as incisões que decoram por toda a parede exterior. Esta peça foi encontrada nas escavações no castelo de Silves.
BibliografiaRosa Varela Gomes, "Cerâmicas Muçulmanas do Castelo de Silves", Xelb, 1, 1988, pp. 222-223; Rosa Varela Gomes e Mário Varela Gomes, Palácio Almoada da Alcáçova de Silves. Catálogo, Lisboa, Museu Nacional de Arqueologia, 2001, p. 65; Rosa Varela Gomes, Silves (Xelb), uma cidade do Gharb Al-Andalus: a Alcáçova (Trabalhos de Arqueologia, 35), Lisboa, Instituto Português de Arqueologia, 2003, pp. 228-229.
LinksOrigem
da
imagem:
Rosa
Varela
Gomes
e
Mrio
Varela
Gomes,
Palcio
Almoada
da
Alcova
de
Silves.
Catlogo,
Lisboa,
Museu
Nacional
de
Arqueologia,
2001,
p.
65;


Categoria(s)Arqueologia Utensílios
Images