Património

Tigela com decoração vegetalista

LocalLoulé / Vilamoura
OrigemVilamoura / Cerro da Vila
Entidade TitularMuseu do Cerro da Vila (Lusotur 0013)
DesignaçãoTigela com decoração vegetalista
CronologiaSéc. IX-X
Dimensões5,1 cm altura; 25,1 cm diâmetro máximo
DescriçãoFragmento (cerca de metade) de tigela em cerâmica, fabricada com pasta vermelho-escura de textura compacta. Tem bordo em aba reclinada para o exterior, paredes que se prolongam no fundo sem quebra nem ressalto e base convexa sem pé. A superfície é revestida com engobe da mesma cor da pasta. O interior é decorado a engobe claro. O motivo central é uma roseta de seis pétalas sobrepujadas por uma estilização de flores de lótus, a partir da qual se organizam radialmente outros elementos fitomórficos. Cada uma das pétalas contém no seu interior um bolbo de flor de lótus (ou liz). A aba é decorada com uma sanefa de semi-círculos. Esta peça foi encontrada no Cerro da Vila mas será, possivelmente, de origem abássida.
BibliografiaJosé Luís de Matos, "Tigela. Cerâmica", Portugal Islâmico. Os últimos sinais do Mediterrâneo. Catálogo de exposição, Lisboa, IPM, MNA, 1998, p. 164; Cláudio Torres, Cerâmica Islâmica Portuguesa. Catálogo, Mértola, Campo Arqueológico de Mértola, 1987, n.º 37; José Luís de Matos, “O Período Islâmico no Cerro da Vila”, Noventa Séculos entre a Serra e o Mar, Lisboa, IPPAR, 1997, pp. 458, 463; José Luís de Matos, "Malgas árabes do Cerro da Vila", O Arqueólogo Português, série IV, n.º 1, 1983, pp. 388-389; Idem, "Ceramique Musulmane du Sud du Portugal", Actas do II Colóquio de Cerâmica Medieval do Mediterrâneo Ocidental, Madrid, 1986, pp. 149-154; Idem, "Influências orientais na cerâmica muçulmana do Sul de Portugal", Estudos Orientais, n.º 2, 1991, pp. 75-83.
Categoria(s)Arqueologia Utensílios
ComentariosOrigem das imagens: Cláudio Torres, Cerâmica Islâmica Portuguesa. Catálogo, Mértola, Campo Arqueológico de Mértola, 1987, n.º 37;
Images