Património

Matriz de estampilha com motivo epigráfico

LocalMrtola / Mrtola
OrigemMrtola
Entidade TitularMuseu de Mrtola (CR/ET/0081)
DesignaçãoMatriz de estampilha com motivo epigráfico
Cronologia2ª metade séc. XII – 1ª metade séc. XIII
Dimensões5,8 cm comprimento, 4,3 cm largura, 2,2 cm altura
DescriçãoMatriz (selo) de estampilha em cerâmica, fabricada em pasta avermelhada de consistência compacta. Tem formato lenticuar. Encontra-se em bom estado de conservação, embora os bordos estejam deteriorados e o tema decorativo desgastado. Uma das faces é ligeiramente côncava e possui, em relevo, um motivo epigráfico em cúfico florido cuja leitura é duvidosa. Rosselló-Bordoy lança a hipótese de se tratar da palavra "Baraka" ("benção"). A outra face é fortemente convexa e apresenta uma pega alargada, de secção aproximadamente triangular, com digitações no bordo que facilitavam a sua preensão. A forma da matriz permite supor que serviria para a decoração do ombro de uma talha. Esta peça foi encontrada nas escavações na "Casa do Lanternim", em Mértola.
BibliografiaSusana Gómez Martínez, "Mértola e as rotas comerciais do Mediterrâneo no Período Islâmico", Arqueologia Medieval, n.º 11, 2010, p. 53; Idem e Guilhermo Rosselló-Bordoy, "Matriz de estampilha com motivo epigráfico", Os signos do quotidiano: gestos, marcas e símbolos do Al-Ândalus. Catálogo da exposição, Mértola, Campo Arqueológico de Mértola, 2011, p. 72.
Categoria(s)Arqueologia Língua, literatura e tradição oral
ComentariosOrigem das Imagens: Guilhermo Rosselló-Bordoy, "Matriz de estampilha com motivo epigráfico", Os signos do quotidiano: gestos, marcas e símbolos do Al-Ândalus. Catálogo da exposição, Mértola, Campo Arqueológico de Mértola, 2011, p. 72.
Images